Wagner Montes – Renascer

Olá,

Este é meu novo blog, e procurarei escrever sobre diversos assuntos, e também postar diversos discos, preferencialmente os mais curiosos e os mais difíceis de se encontrar por aí.

Começarei pelo disco desta grande figura, que já foi jurado do programa Show de Calouros do Sílvio Santos, e é casado há 23 anos com Sônia Lima.

Estou falando dele, Wagner Montes!

Há uns tempos atrás ele tentou fazer um programa policial, mas parece que não ficou muito tempo no ar.

Atualmente, parece que ele é deputado no Rio de Janeiro. E em seu site (www.wagnermontes.com.br), ele disse que decidiu parar de cantar porque ele disse que “ele era uma merda cantando”.

Pra quem nunca imaginou que ele fosse cantor e tivesse lançado um disco, segue abaixo o link para baixar

O download que eu fiz, aparentemente veio com os nomes das músicas trocadas.

A primeira música, “Renascer”, é uma música romântica sem nada de mais.

Em “Solidão”, ele canta com seu peculiar estilo anasalado, ele diz “quando seu corpo despertar para o sol / já não estarei em seu lençol”, é bem mais interessante que a primeira.

“De Hoje em Diante” chama a atenção pelo arranjo estilo Tangerine Dream (!!!), com bastante suspense, porém, esse clima vai por água abaixo no refrão, que é bastante animado.

“Quem Depois de mim” também tem alguma coisa de Tangerine Dream, não tão marcante como a anterior, mas é legal por ter uma parte declamada: “apenas e tão somente pelo fato de você ter nascido e ter se feito mulher, existir, e ser minha mulher, amor”, com uma voz bem cafajeste.

“Fim de caso” tem um ritmo todo truncado, a música parece que não anda, e ele canta junto com o coro no refrão. É uma das mais difíceis do disco.

“Hei Você” é ao estilo de uma música do Casa das Máquinas, que é só falada (com uma voz de cronista de programa policial) e praticamente são só conselhos, como por exemplo: “hei você, que passa com uma garrafa de cachaça quase vazia, pra que serve a cachaça, hein?”, “você que esqueceu a cruz e lembrou a espada, e você é tão criança”. Uma das melhores do disco.

“Minha Descoberta”, com um ritmo latino bem legal, tem o sensacional refrão: “Colombo descobriu a América e eu descobri você”. Não precisa falar mais nada. Outro ponto alto do disco.

“Quem Depois de mim” é outra romântica normal, mas a melodia do refrão é bem bonita, e tem uma recitação também, com a sua impagável narração.

Em “Vida da Estrada”, que é bem bonita, ele parece falar sobre o grave acidente em que ele perdeu uma das pernas “ficaram uns dois, três torcendo pra sorte me achar de novo, o resto virou as costas, dancei na boca do povo”, “depois vi Deus me esperando”, “luzes, quero muitas luzes, ver de frente estas pessoas, que vontade de viver”.

“Amar” é bem chata, com som que parece um assobio constante, bem irritante.

E tem a impagável “Tema para uma comissária”, em que ele fala sobre seu amor por uma aeromoça: “decola o avião, e você pronta pra servir”, “lá em cima tudo igual, anda pra lá e pra cá”, “no pernoite uma saudade, fere com um açoite, que machuca e maltrata no seu quarto toda noite”. Imperdível!

A última que eu não sei o nome, que está com o nome errado, “eu quero amor”, deve ser “Vida de Estrada”, pois fala de um peão de boiadeiro, e outro que é caminhoneiro que transporta boi, o Wagner Montes já canta mal, e como o disco é tirado de vinil, ainda tem o fato do disco estar um pouco mais lento que o normal.

Tem outro link para baixar o disco, que talvez esteja com a ordem correta das faixas

Link 2 para o disco

Boa diversão!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s