Argélia

Bandeira da Argélia

Filme

Assisti em uma Mostra de Cinema de São Paulo, um filme argelino, relativamente interessante, mas infelizmente não lembro o nome.

O filme já começa mostrando um boi sendo morto com um facão no pescoço, e o sangue jorrando abundantemente, depois os pedaços da carne são dispostos na grama, para que as famílias, muçulmanas, irem pegando os pedaços de carne.

Pelo que eu lembro, a história não trazia muita novidade, o filme conta a história de um jovem francês, branco, que, não lembro o motivo, se muda para a Argélia.

Porém, tem cenas que ficaram marcadas na minha memória, como uma em que ele está conversando e brincando com uma mulher argelina numa praia, e na praia existe um imenso navio encalhado e enferrujado, trazendo um interessante contraste na paisagem, até deixando-a mais bonita, com os raios do pôr-do-sol batendo na ferrugem.

E tinha um outro recurso interessante, que eu acho que eram desse filme, se eu não estiver me confundindo, nos momentos que o personagem principal estava pensativo, num morro perto da praia, a trilha sonora feita por uma guitarra meio barulhenta, meio dissonante, meio ambient, na verdade tinha um cara tocando guitarra ali no mesmo momento.

Foi um filme interessante. Nota: 7

Comida – restaurante Agadir

Restaurante Agadir

Para quem mora ou visita São Paulo, vale muito a pena ir conhecer o restaurante Agadir, com culinária tipicamente marroquina (parecida com a culinária da Argélia, por ser país vizinho).

O cuscuz marroquino, que não tem absolutamente nada a ver com o que conhecemos por cuscuz, trata-se de grãos de semolina cozidos num ponto que ficam bem macios, acompanhado por legumes cozidos variados e um tempero delicioso.

Pode ser acompanhado por tajine de cordeiro com amêndoas e ameixas. É levemente apimentado e é o tempero é delicioso. O tajine tem esse nome por causa do nome do utensílio feito para preparar a carne, o tajine, feito em barro e em forma de sino.

Música – “Let Me Rai” (Cheb Mami, 2003)

Aqui os cds que estou baixando baseado no livro, um por cada país, começam a ficar mais interessantes.

Trata-se de uma música pop relativamente genérica, com acento árabe, mas com faixas bem legais.

“Yo yo”- *** – melodia mediana e meio enjoativa, mas uns sons de teclado artificiais estragam um pouco a música
“Haoulou”- ***** – grande música, melodia pegajosa que fica na cabeça por um bom tempo, forte sotaque árabe e arranjo de cordas no teclado bem interessante
“Let me cry” – ***** – reggae árabe bastante inspirado
“Douha Alia” – * –  balada insossa
“Fatma” – ** – pop mediano
“Rah Eddani”- *** – um pouco melhor
“Khalihoum” – *** – razoável
“Maandi” – ** – nada demais
“Manimane” – * – chatinha

Disco: *** (bom)

Imagens da Argélia


One thought on “Argélia

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s